• Preservar a massa muscular (anti-catabólico): O efeito anti-catabólico foi recentemente descoberto em um estudo que analisou o que acontece com a at... Continuar lendo

Categoria Ganho de massa muscular

Administração
Uso Oral
Controlado
-
Indicação
• Preservar a massa muscular (anti-catabólico): O efeito anti-catabólico foi recentemente descoberto em um estudo que analisou o que acontece com a atividade dos genes nos músculos durante situações catabólicas, como o jejum. Verificou-e que as pessoas e os ratos em jejum têm a expressão gênica alterada. Estas expressões dos genes foram, então, comparadas com as observadas em fibras musculares que foram expostas a uma grande variedade de moléculas bioativas. De todas as moléculas bioativas testadas, o AU acabou por ser uma substância original que induziu um padrão de expressão do gene que neutralizou os efeitos catabólicos do jejum.
Em seguida foi dado a ratos em jejum, e verificou-se proteger contra a atrofia muscular. Quando foi adicionado à comida de ratos normais (sem jejum) durante cinco semanas, seus músculos cresceram. Estes efeitos foram mediados por sinalização da insulina no músculo e neutralização do padrão de expressão do gene que causa a atrofia muscular.

• Promover a queima de gorduras (emagrecimento), baixar o colesterol e a glicose:
No mesmo estudo, foi mostrado que camundongos que receberam o suplemento se tornaram mais magros e tinham níveis sanguíneos de glicose, colesterol e triglicerídeos mais baixos.
Outro estudo avaliou especificamente os efeitos sobre a glicemia, lipídeos e deposição de gordura abdominal em ratos alimentados com uma dieta rica em gordura. Os ratos suplementados com ácido ursólico e alimentados com uma dieta rica em gordura tinham significativa diminuição do peso corporal, gordura abdominal (visceral) e níveis de glicose no sangue e lipídios plasmáticos em comparação com ratos sobre a mesma dieta, mas sem o suplemento. Além disso, um aumento significativo foi observado em níveis de leptina com uma diminuição da grelina.
Assim, o aumento da leptina e diminuição nos níveis de grelina muito provavelmente contribuíram para induzir os efeitos anti-obesidade. O ácido ursólico também demonstrou aumento na liberação de ácidos graxos a partir de reservas de gordura corporal, e inibição da absorção de gordura através da redução da atividade da lipase pancreática (uma enzima que é necessária

para a absorção de gordura). Assim, o ácido ursólico pode ajudar a combater o excesso de gordura corporal através de vários mecanismos complementares.
A capacidade para ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue saudáveis foi ainda demonstrado em outro estudo, que também descobriu o estímulo da síntese de glicogênio hepático. Este estudo concluiu que o ácido ursólico pode ser útil para pessoas interessadas em seus níveis de açúcar no sangue e lipídios, bem como através da promoção de deposição de glicogênio no fígado.
• Aumentar os níveis de hormônio de crescimento humano GH (efeito rejuvenescedor);
• Ajudar a prevenir a atrofia muscular (perda);
• Promover efeito anabólico natural (crescimento).
Posologia
Usa-se 900 mg divididos em 3 doses ao dia.
*Essa dosagem corresponde à 450 mg de ácido ursólico.
Restrições
-
Interações Medicamentosas
-
Reações Adversas
-
Contraindicação
-
Tipo de Receita
-
Sugestão de fórmula manipulada

Bibliografia
Observações
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.