Anticoagulante: Reduz o excesso de proteína nos tecidos e fluidos associados ao tratamento de linfoedema;  Antitumoral;  Antifúgico;  Pesticida... Continuar lendo

Categoria Antivirais

Administração
Uso Oral
Controlado
Não
Indicação
Anticoagulante: Reduz o excesso de proteína nos tecidos e fluidos associados ao tratamento de linfoedema;  Antitumoral;  Antifúgico;  Pesticida: Possui gosto amargo, e por isso animais tendem a evita-la;  Aromatizante: odor agradável e doce;  Tratamento de asma;  Antioxidante.
Posologia
Consulte seu médico para uma prescrição personalizada, e encontre este item em diversas farmácias de manipulação por todo Brasil.
Restrições
As cumarinas, antagonistas da vitamina K, são consideradas como terapia anticoagulante padrão no tratamento de pacientes com fibrilação atrial, próteses valvulares cardíacas e condições tromboembólicas. Por se tratar de um ativo com alto metabolismo de primeira passagem no fígado, a cumarina é contra indicada para pacientes com hepatopatias graves. Além disso, preocupações com este ativo incluem uma grande variabilidade inter-individual nos requisitos de dose, estreito índice terapêutico e necessidade de monitorar o tempo de protrombina repetidamente (Suarez-Kurtz e Botton., 2015).
Interações Medicamentosas
Não informado
Reações Adversas
Não informado
Contraindicação
Não informado
Tipo de Receita
Receita Simples (branca, 1 via)
Sugestão de fórmula manipulada
Conforme Formulário Médico Farmacêutico: Uso interno: 200 a 400mg e uso externo: 4%.

Bibliografia
Observações
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.