Citrato de Potássio

HOME < Princípios ativos de A a Z

O citrato de potássio geralmente é prescrito para o tratamento de certos distúrbios renais, como pedra nos rins, acidose tubular renal e gota. Além di... Continuar lendo

Categoria Distúrbios Renais

Administração
Uso Oral
Controlado
Não informado
Indicação
O citrato de potássio geralmente é prescrito para o tratamento de certos distúrbios renais, como pedra nos rins, acidose tubular renal e gota. Além disso, este ativo é um modificador do pH urinário, o que significa que torna a urina menos ácida.
Posologia
Em casos de hipocitraturia leve a moderada, ou seja, mais de 150 mg de citrato urinário ao dia: inicialmente 1,08 g (10 mEq), via oral, três vezes ao dia com as refeições.
Em casos de hipocitraturia severa, ou seja, mais de 150 mg de citrato urinário ao dia: oral, inicialmente 2,16 g (20 mEq) três vezes ao dia ou 1,62 g (15 mEq) com as refeições ou em um prazo de 30 minutos depois de uma refeição.
Dose-limite para o adulto: 10,8 g (100 mEq) ao dia.
Restrições
Na administração conjunta com outro medicamento ou diurético poupador de potássio (como triantereno, espironolactona, ou amilorida) pode ocorrer hipercalemia severa.
Interações Medicamentosas
Não informado
Reações Adversas
Não informado
Contraindicação
-
Tipo de Receita
Não informado
Sugestão de fórmula manipulada

Bibliografia
Observações
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.