Pular para o conteúdo

Pessoas com insuficiência renal são grupos de risco?

HOME < ARTIGOS < LER ARTIGOS DETALHES
Foto de Pessoas com insuficiência renal são grupos de risco?

Durante a epidemia de Covid-19, um dos assuntos mais abordados são os cuidados com os grupos de riscos. Idosos, diabéticos e hipertensos normalmente são os mais citados, porém, pessoas que sofrem com insuficiência renal, também integram esses grupos. 

De acordo com o Ministério da Saúde, as doenças renais crônicas, incluindo a insuficiência renal, são afetadas pelo vírus tanto na estrutura, quanto na função renal. Mas por que o Covid-19 pode agravar muito os quadros de pacientes que possuem este tipo de problema? Quais os cuidados tomar? O que fazer? Neste artigo, listamos algumas dicas. Confira! 

Como o Covid-19 pode afetar quem sofre com insuficiência renal? 

Alguns fatores tornam as pessoas que sofrem com insuficiência renal, mais suscetíveis a um quadro de agravamento do Covid-19. 

O principal deles diz respeito a imunidade baixa do organismo desses pacientes. A insuficiência renal naturalmente deixa a imunidade mais sensível a entrada de vírus e bactérias. Além disso, a ausência de produção de hormônios renais, que contribui na formação de glóbulos vermelhos, também é um fator essencial, afinal, as defesas do corpo ficam mais vulneráveis. 

Existem cuidados específicos que pacientes com insuficiência renal precisam ter? 

Como qualquer indivíduo que está no grupo de risco, pacientes que possuem insuficiência renal, precisam ter os cuidados redobrados para evitar que a doença entre no organismo. 

Em primeiro lugar, a recomendação dos especialistas é evitar hospitais, pois as infecções virais se complicam com infecções bacterianas ou hospitalares. Além disso, em caso de suspeita ou confirmação da Covid-19, não pode-se interromper a diálise, é fundamental continuar para não ter outros problemas de saúde. 

Por fim, não deixe de tomar as vacinas relacionadas a outras doenças, como gripe. Sempre mantenha-se em dia para evitar outras complicações. Também sempre esteja em contato com o seu médico especialista. 

Já os pacientes transplantados, é fundamental que não se medique sem orientação médica, nem alterem as doses dos seus remédios imunossupressores sem a orientação do seu nefrologista.

Outros cuidados 

Algumas atitudes adotadas no dia a dia, reduzem o contágio pelo coronavírus e diminuem as chances de contaminação de pessoas com insuficiência renal ou qualquer outra pessoa. O Ministério da Saúde recomendou algumas ações:

  • Ficar em casa, em isolamento domiciliar, e evitar ao máximo sair de casa;

  • Se sair, ao voltar em casa, não toque em nada antes de se higienizar. Tire os sapatos e as roupas e as coloque em uma sacola plástica no cesto de roupas. Deixe seus pertences em uma caixa na entrada. Tome banho e posteriormente limpe seus pertences e as sacolas que trouxe da rua utilizando álcool gel ou água e sabão com pano úmido;

  • Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;

  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

  • Não tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

  • Não compartilhar objetos de uso pessoal (talheres e roupas, por exemplo);

  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

  • Lavar as mãos por no mínimo 20 segundos com água e sabão, adicionalmente pode usar antisséptico de mãos à base de álcool em seguida;

  • Pessoas infectadas, com sintomas brandos, também não devem ter contato social com outras pessoas, e não devem frequentar locais públicos (necessário ficar em total isolamento domiciliar);

  • Quem realmente tiver que se deslocar em locais com circulação de pessoas, deve garantir distanciamento de pelo menos 2 metros de qualquer pessoa, sem nenhum contato com outras pessoas, e tomar muito cuidado na circulação em mercados de animais e seus produtos.

Agora que você sabe o que fazer, cuide-se ou então se não sofre com esse problema, oriente quem sofre para evitar maiores problemas. 

Quer comprar seu álcool em gel sem sair de casa? Então acesse! https://pharmarocket.com/alcool-gel


Leticia Saifert Picoli
15/04/2020
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.

Outros Artigos

Foto de Suplementos esportivos: quais os melhores, como usar e melhores lojas
Suplementos esportivos: quais os melhores, como usar e melhores lojas

No setor esportivo, os suplementos esportivos são usados para aumentar a força, a resistência e o desempenho nos treinos. ...

Foto de Avigan favipiravir: princípio ativo utilizado no tratamento do Covid-1
Avigan favipiravir: princípio ativo utilizado no tratamento do Covid-1

O Favipiravir é um medicamento antiviral, que foi desenvolvido com atividade contra ...

Foto de Medicamentos para hipertensão: como se cuidar durante o Coronavírus
Medicamentos para hipertensão: como se cuidar durante o Coronavírus

A hipertensão arterial é uma das doenças mais comuns, inclusive, é considerada uma das principais causas de morte no mu...

Let’s Encrypt
Anvisa
Google Safe

Esta plataforma online facilita a pesquisa e cotações com farmácias de manipulação. A Manipulaê não é uma farmácia. Todas farmácias habilitadas nesta plataforma seguem as determinações da Anvisa. Medicamentos sob prescrição só serão dispensados pelas farmácias mediante apresentação da receita. É proibido comercializar medicamentos controlados por meio remoto. Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação: informe-se com seu médico e com o farmacêutico. Todas vendas realizadas são de responsabilidade exclusiva das farmácias contratantes do sistema online da Manipulaê