Pular para o conteúdo

Covid-19: cuidados que pacientes com doença cardiovascular devem tomar

HOME < ARTIGOS < LER ARTIGOS DETALHES
Foto de Covid-19: cuidados que pacientes com doença cardiovascular devem tomar

Um dos temas mais abordados durante a epidemia de Covid-19 são os cuidados com os grupos de riscos. Idosos, diabéticos e hipertensos normalmente são os mais citados, porém, pessoas que sofrem com doença cardiovascular também fazem parte deste grupo de riso. 

Mas por que o Covid-19 pode agravar muito os quadros de pacientes que possuem doença cardiovascular? Quais os cuidados tomar? O que fazer? Neste artigo, listamos algumas dicas. Confira! 

Como o Covid-19 pode afetar quem sofre com alguma doença cardiovascular? 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), pessoas que possuem algum tipo de doença cardiovascular ou nos vasos sanguíneos, estão no grupo de risco por conta de uma série de fatores. 

Em primeiro lugar, pacientes com doenças cardiovasculares tem o sistema imunológico debilitado. Isso pode comprometer a defesa do organismo caso o paciente chegue a ser infectado. 

Neste cenário, o organismo pode produzir mais secreção na garganta, espalhando a infecção até o pulmão mais rapidamente. Por consequência, esse processo pode afetar o músculo cardíaco, que no caso dessas pessoas, já são debilitados ou sobrecarregados.

Em pessoas saudáveis, a taxa de mortalidade é de até 3,5%. No entanto, em pacientes que possuem alguma doença cardiovascular, a mortalidade pode chegar a 10,5%. Portanto, a atenção deve ser redobrada para este grupo. 

Quais cuidados devem ser tomados?

Em primeiro lugar, a OMS recomenda que é fundamental que os cardiopatias mantenham a doença cardiovascular da qual sofrem, controlada. Além disso, as vacinas têm que estarem em dia. As mais importantes, neste momento, são a da gripe e a da pneumonia. Assim como o Covid-19, outras doenças podem agravar a situação, portanto, é importante estar bem vacinado. 

Além disso, algumas atitudes adotadas no dia a dia, reduzem o contágio pelo coronavírus e diminuem as chances de contaminação de pessoas com doença cardiovascular ou qualquer outra pessoa. O Ministério da Saúde recomendou algumas ações:

  • Ficar em casa, em isolamento domiciliar, e evitar ao máximo sair de casa;

  • Se sair, ao voltar em casa, não toque em nada antes de se higienizar. Tire os sapatos e as roupas e as coloque em uma sacola plástica no cesto de roupas. Deixe seus pertences em uma caixa na entrada. Tome banho e posteriormente limpe seus pertences e as sacolas que trouxe da rua utilizando álcool gel ou água e sabão com pano úmido;

  • Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;

  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

  • Não tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

  • Não compartilhar objetos de uso pessoal (talheres e roupas, por exemplo);

  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

  • Lavar as mãos por no mínimo 20 segundos com água e sabão, adicionalmente pode usar antisséptico de mãos à base de álcool em seguida;

  • Pessoas infectadas, com sintomas brandos, também não devem ter contato social com outras pessoas, e não devem frequentar locais públicos (necessário ficar em total isolamento domiciliar);

  • Quem realmente tiver que se deslocar em locais com circulação de pessoas, deve garantir distanciamento de pelo menos 2 metros de qualquer pessoa, sem nenhum contato com outras pessoas, e tomar muito cuidado na circulação em mercados de animais e seus produtos.

Agora que você sabe o que fazer, cuide-se ou então se não sofre com esse problema, oriente quem sofre para evitar maiores problemas. 

Outras dúvidas

Para te ajudar na prevenção, respondemos algumas dúvidas pertinentes. Confira! 

Como o Coronavírus se espalha?

A transmissão do Coronavírus pode ocorrer de diversas maneiras:

  • Gotículas de saliva;

  • Espirro;

  • Tosse;

  • Catarro;

  • Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;

  • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Por conta de todos esses fatores, é extremamente  importante a prática da higiene frequente, a desinfecção de objetos e superfícies tocados com frequência, como celulares, brinquedos, maçanetas, corrimões, são indispensáveis para a proteção contra o vírus. 

Até mesmo a forma de cumprimentar o outro deve mudar, evitando abraços, apertos de mãos e beijos no rosto. Essas são as maneiras mais importantes pelas quais as pessoas podem proteger a si e sua família de doenças respiratórias, incluindo o coronavírus.

O isolamento domiciliar ou hospitalar de pessoas com sintomas da doença são válidos por até 14 dias, além da recomendação para que pacientes com casos leves procurem os postos de saúde. 

O uso das máscaras diminui a chance de contágio? 

Assim como lavar as mãos com água e sabão e usar álcool em gel, utilizar máscaras também diminui a chance de contágio pelo novo Coronavírus, segundo o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para que serve o álcool gel? 

O álcool em gel é um dos melhores produtos para ajudar a combater o Coronavírus, pois tem uma ação antimicrobiana que ajuda a matar bactérias e vírus presentes em superfícies, fazendo uma limpeza local e eliminando a camada de gordura que envolve o vírus. 

Qual tipo de álcool gel comprar? 

A indicação do Conselho Federal de Química é que o álcool em gel seja composto de 70% de álcool etílico (etanol). Conforme o CFQ, essa é a quantidade necessária para combater o Coronavírus e outros vírus e microorganismos como bactérias e fungos.

Ainda de acordo com a orientação da Anvisa, as farmácias de manipulação estão autorizadas a preparar os seguintes tipos de álcool para a população brasileira: 

  • Álcool etílico 70% (p/p), desde que limitado a embalagens de 50ml quando destinado a fim não institucional;

  • Álcool etiìlico glicerinado 80%, desde que limitado a embalagens de 50ml quando destinado a fim não institucional;

  • Álcool gel;

  • Álcool isopropiìlico glicerinado 75%, desde que limitado a embalagens de 50ml quando destinado a fim não institucional;

Se você tiver dúvidas na hora da compra, saiba que é possível identificar se o álcool em gel tem pelo menos 70% de etanol, observando o rótulo do produto. Às vezes, em vez do símbolo %, é usada a bolinha ° que indica “graus”, como nas marcações de temperatura.  

Quer comprar seu álcool em gel sem sair de casa? Então acesse! https://pharmarocket.com/alcool-gel


Leticia Saifert Picoli
20/04/2020
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.

Outros Artigos

Foto de Farmácia de manipulação no bairro Botafogo: como encontrar a melhor
Farmácia de manipulação no bairro Botafogo: como encontrar a melhor

Um dos maiores desafios de manter a saúde em dia é a correria do dia a dia, que envolve trabalho, trânsito, filhos e até...

Foto de Farmácia de manipulação no bairro Vila Falcão: como encontrar a melhor
Farmácia de manipulação no bairro Vila Falcão: como encontrar a melhor

A Manipulaê prioriza a saúde de nossos clientes, pensando no bem-estar e maior qualidade de vida. Hoje preparamos um artigo exclusivo ...

Foto de Flacidez: o que é, o que causa e melhores tratamentos
Flacidez: o que é, o que causa e melhores tratamentos

A flacidez normalmente acontece durante a velhice e pode aparecer em diferentes partes do corpo. Mas hoje em dia existem formas de prevenç&a...

Let’s Encrypt
Anvisa
Google Safe

Esta plataforma online facilita a pesquisa e cotações com farmácias de manipulação. A Manipulaê não é uma farmácia. Todas farmácias habilitadas nesta plataforma seguem as determinações da Anvisa. Medicamentos sob prescrição só serão dispensados pelas farmácias mediante apresentação da receita. É proibido comercializar medicamentos controlados por meio remoto. Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação: informe-se com seu médico e com o farmacêutico. Todas vendas realizadas são de responsabilidade exclusiva das farmácias contratantes do sistema online da Manipulaê