Controle hormonal - 6 dúvidas frequentes sobre o assunto

HOME < ARTIGOS < LER ARTIGOS DETALHES
Foto de Controle hormonal - 6 dúvidas frequentes sobre o assunto

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como funciona o controle hormonal no organismo humano, afinal, é algo que influência no desenvolvimento do corpo ao longo da vida. Para te ajudar, respondemos 6 dúvidas frequentes sobre o assunto. Confira!

O que é controle hormonal?

O controle hormonal na mulher é bastante diferente e mais complexo que o do homem. Entenda:

Na mulher: o desenvolvimento embrionário dos órgãos sexuais primários é estimulado pelos estrogénios. Já na puberdade os estrogénios são responsáveis pelo desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários, tais como o desenvolvimento e manutenção das glândulas mamárias, crescimento geral e regulação do ciclo sexual.

O sistema reprodutor feminino funciona pelo sincronismo de dois ciclos: o ciclo ovárico e o ciclo uterino. Ao contrário da espermatogénese, a orogênese e fenómenos associados ocorrem em ciclos periódicos de cerca de 28 dias, desde a puberdade à menopausa. O ciclo ovárico de maturação de um folículo, ocorre em duas fases distintas separadas pela ovulação, a fase folicular e a fase luteínica, influenciado pelas hormonas hipofisárias FSH e LH. Na fase folicular, alguns folículos primordiais desenvolvem-se, mas normalmente apenas um atinge a maturação enquanto os restantes degeneram. Após a ovulação, a fase luteínica inicia-se com a formação do corpo lúteo, que regride na ausência de fecundação.

No homem: ocorre durante o desenvolvimento embrionário, ou seja, na produção de testosterona, a principal hormona masculina. Esta hormona é produzida pelas células de Leydig nos testículos por ação da hormona hipofisária lúteo-estimulina LH, responsável pelo desenvolvimento e diferenciação dos órgãos sexuais. A partir da puberdade, os níveis de testosterona aumentam, tendo como consequência o desenvolvimento dos órgãos sexuais primários, dos caracteres sexuais secundários e início da espermatogênese.

A espermatogénese durará de forma ininterrupta o resto da vida e os níveis de testosterona no sangue são regulados pelo funcionamento do complexo hipotálamo-hipófise, num mecanismo de retroação negativa. As hormonas gonadotrópicas, segregadas pela hipófise, regulam o funcionamento testicular, quer ao nível da espermatogénese quer da produção de testosterona. Destas hormonas destacam-se a folículo-estimulina, FSH e a LH. O hipotálamo, por seu lado, produz as designadas hormonas de libertação, RH ou GnRH, que atuam na hipófise estimulando a produção da FSH e LH.

O que é regulação hormonal?

A regulação endócrina é realizada por meio de um mecanismo denominado retroalimentação ou feedback, pelo qual o nível de um hormônio no sangue determina a estimulação ou a inibição da atividade de determinada glândula.

O feedback pode ser designado como positivo quando a concentração final de um dado hormônio estimula sua própria produção; nos casos inversos, é classificado como feedback negativo. A adenoipófise, por exemplo, estimula o desenvolvimento e funcionamento da tireoide, das glândulas sexuais, córtex da suprarrenal e, por sua vez, é regulada por estas glândulas.

O que são hormônios e como podem ser classificados?

Hormônios são substâncias químicas produzidas pelas glândulas endócrinas e lançadas na corrente sanguínea que as transporta aos locais de ação. O sistema hormonal ou endócrino é o conjunto de glândulas que produzem e secretam hormônios.

  • Proteínas: hormônios produzidos pela hipófise (hormônios de crescimento, TSH, FSH, prolactina, LH), paratireoideo (PTH) e pâncreas (insulina e glucagon).
  • Derivados fenólicos: hormônios produzidos pela medula, pela supra renal (adrenalina, cortisol) e pela tireóide (T3, T4).
  • Esteroides: hormônios do córtex, da suprarrenal e das gônadas.

As funções desempenhadas pelos hormônios podem ser agrupadas em:

  • Metabólicas: controlam a velocidade das reações químicas celulares.
  • Morfogenéticas: regulam o crescimento e o desenvolvimento de certos órgãos e de indivíduos como um todo.
  • Sexuais e reprodutivas: controlam o desenvolvimento dos caracteres sexuais no âmbito morfológico, fisiológico e psicológico.
  • Nervosas e mentais: influem sobre a formação do caráter e da personalidade.

Quanto à solubilidade, os hormônios podem, ainda, serem classificados em hidrofílicos e lipofílicos. Os lipofílicos são solúveis em gordura e se encontram em mais de 100 tipos no organismo humano, são moléculas pequenas e não são armazenados pelas glândulas, mas sim liberados imediatamente após a síntese. Os hidrofílicos são solúveis em água, dissolvidos no plasma e por ele deslocados até as células-alvo.

Onde os hormônios atuam?

Os hormônios agem especificamente sobre a atividade de determinadas células, órgãos ou sistemas e desempenham a função de controlar processos do organismo como o crescimento, o metabolismo, a reprodução, circulação sanguínea, respiração e manutenção térmica do corpo. Atuam em pequenas concentrações, oferecem resposta a estímulos e podem ter ação inibidora ou excitadora. Geralmente apresentam vida média curta.

Como está constituído o sistema hormonal?

O Sistema Endócrino é o conjunto de glândulas responsáveis pela produção dos hormônios que são lançados no sangue e percorrem o corpo até chegar aos órgãos-alvo sobre os quais atuam.

Junto com o sistema nervoso, o sistema endócrino coordena todas as funções do nosso corpo. O hipotálamo, um grupo de células nervosas localizadas na base do encéfalo, faz a integração entre esses dois sistemas.

Sistema endócrino é formado pelo conjunto de glândulas que apresentam como atividade característica a produção de secreções denominadas hormônios, que são disponibilizados na circulação sanguínea pelas glândulas endócrinas como por exemplo o pâncreas, as suprarrenais, a tireoide ou diferentemente destas expelem substâncias para fora através das glândulas exócrinas como as sudoríparas.

Frequentemente o sistema endócrino interage com o sistema nervoso, formando mecanismos reguladores bastante precisos. O sistema nervoso pode fornecer ao sistema endócrino informações sobre o meio externo, enquanto que o sistema endócrino regula a resposta interna do organismo a esta informação. Dessa forma, o sistema endócrino em conjunto com o sistema nervoso atua na coordenação e regulação das funções corporais.

Algumas das principais glândulas que constituem o sistema endócrino são: a hipófise, o hipotálamo, a tireoide, as suprarrenais, o pâncreas, as gônadas (os ovários e os testículos) e o tecido adiposo.

Quais são os hormônios produzidos pelo sistema endócrino?

Os principais hormônios produzidos pela adeno-hipófise são o hormônio tireotrófico (TSH), que regula as atividades da glândula tireoide; o hormônio adrenocorticotrófico (ACTH), que regula o córtex das suprarrenais; o hormônio folículo estimulante (FSH), que atua no crescimento dos folículos nos ovários e espermatozoides nos testículos; e o hormônio luteinizante (LH), que provoca a ovulação e a formação do corpo lúteo nos ovários e a produção de testosterona nos testículos.

Além dos hormônios citados anteriormente, a adeno-hipófise secreta outros hormônios, são eles: a prolactina, que estimula a produção de leite durante a gravidez e no período de amamentação; e o hormônio do crescimento, também chamado de somatotrofina ou GH.

Uma das melhores alternativas para realizar um bom controle hormonal é com produtos manipulados. Eles são desenvolvidos exclusivamente para a sua necessidade. Faça uma cotação gratuita na Manipulaê! Em seguida, nossas farmácias de manipulação parceiras vão lhe enviar orçamentos direto para o seu e-mail. Assim, fica muito mais fácil de você comparar e comprar pelo melhor preço o produto manipulado!


Leticia Saifert Picoli
25/04/2019
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.

Outros Artigos

Foto de D-pantenol: 5 benefícios desse ativo para os cabelos
D-pantenol: 5 benefícios desse ativo para os cabelos

O D-pantenol, também conhecido como pró-vitamina b5, é uma vitamina produzida tanto no cabelo, quanto na pele, sendo bastante ...

Foto de Saiba o que é, para que serve quais são os benefícios do DMAE
Saiba o que é, para que serve quais são os benefícios do DMAE

Com o decorrer do tempo, quanto mais velho o organismo fica, mais natural é a sensibilidade dos músculos. Isso consequentemente acaba...

Foto de Sofre com espasmos musculares? Saiba como ciclobenzaprina pode ajudar
Sofre com espasmos musculares? Saiba como ciclobenzaprina pode ajudar

Algo bem comum na rotina de quem pratica exercícios físicos são os chamados espasmos musculares, uma espécie de contra&...