Calvície - Veja as principais dúvidas sobre o assunto

HOME < ARTIGOS < LER ARTIGOS DETALHES
Foto de Calvície - Veja as principais dúvidas sobre o assunto

De acordo com a Sociedade Brasileira para Estudo do Cabelo (SBEC), aproximadamente 42 milhões de pessoas sofrem com calvície no Brasil. Esse é um dos problemas mais recorrentes em consultórios dermatológicos no país, sendo que a maioria dos pacientes possui entre 15 e 39 anos.

 

Além disso, apesar das mulheres também sofrerem com este problema, a calvície atinge principalmente os homens. Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), pelo menos metade da população masculina com até 50 anos sofre algum tipo de alopécia.

 

Mas afinal, o que é a calvície? Porque ela afeta tantas pessoas? Porque os homens sofrem mais com este problema do que as mulheres? Existe cura? Neste post, explicaremos tudo sobre a calvície e responderemos as principais dúvidas sobre o assunto. Confira.

 

O que é a calvície?

 

A calvície é uma alopécia que caracteriza-se por uma gradual e progressiva perda de cabelos e dos pelos em uma determinada região da pele. A causa mais comum é a genética associada a alterações hormonais, pois ao atingir a raiz do cabelo, a testosterona sofre a ação de uma enzima. Como consequência dessa reação surgem substâncias que vão reduzir a velocidade de multiplicação das células da raiz ou mesmo provocar a morte delas. O resultado é que o cabelo fica mais fino e seu crescimento mais vagaroso.

 

A raiz do cabelo está localizada num meio bioquímico nutritivo propícia para as células se multiplicarem e formarem uma haste que vai aumentando de tamanho. Essas células vão se renovando de baixo para cima e morrem na ponta do fio. Os cabelos, depois de certo tempo, caem e são substituídos por outros, num processo de renovação permanente. Nos casos de calvície, no entanto, existe uma atrofia dos bulbos capilares que não permite o crescimento de novos fios.

 

Por que a calvície atinge principalmente os homens?

 

Como citado anteriormente, estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que pelo menos metade da população masculina com até 50 anos sofre algum tipo de alopécia. A calvície é um problema que afeta especialmente os homens, pois a testosterona, hormônio sexual masculino, é a maior responsável pela queda do cabelo. Embora as mulheres também a produzam, nelas a quantidade é muito menor.

 

O tipo mais comum de calvície masculina é a alopecia androgenética, (AAG) ou calvície de padrão masculino. A AAG é um processo andrógeno dependente, porém, nas mulheres a queda de cabelo não parece estar ligada aos hormônios, e o termo utilizado para caracterizar o padrão de queda de cabelos acima do normal é Alopécia de Padrão Feminino (APF). Estima-se que cerca de 5% da população feminina sofra com a calvície ou alopecia.

 

Quando é mais comum a calvície aparecer?

A partir dos 15 anos já é possível identificar sinais de calvície. O mais comum é aparecer entre 20 a 35 anos. Em casos de calvície precoce, a questão é genética e hormonal, e o processo é tão intenso que aos 23 anos a pessoa pode estar totalmente careca. A genética pode manifestar-se sob dois diferentes aspectos: o primeiro em que o gene provoca a queda permanente do cabelo e o segundo em que o gene produz excesso de oleosidade, causa da dermatite seborreica que também derruba os cabelos, embora eles caiam em menor quantidade e mais lentamente.

 

Já em relação aos casos que vão perdendo os cabelos mais devagar a partir dos 25 ou 26 anos, podem contar com melhores resultados no tratamento, porque nelas a participação da hereditariedade é menor.

 

Por que área central é a mais afetada?

 

Isso ocorre porque os fatores genéticos para a calvície atuam muito mais na área central do que nas áreas laterais da cabeça. Baseando-se nessa característica, os cirurgiões plásticos e dermatológicos fazem a cirurgia de implante. Retiram da parte posterior da cabeça faixas de cabelo, cortam os cabelos de modo a retirar-lhes os folículos pilosos e os implantam na área rarefeita do couro cabeludo. Esses cabelos, normalmente, não caem mais.

 

Calvície tem cura?

 

Atualmente a medicina e a área da estética já desenvolveram tratamentos que são capazes de resolver a calvície ou ao pelo menos impedir o avanço da perda de cabelo. No entanto, antes de qualquer coisa, a prescrição médica é extremamente necessária para indicar qual a melhor solução para cada caso.

 

Um dos mais comuns são os medicamentos tomados via oral que podem ajudar com a perda de cabelo. Inclusive uma das substâncias componentes de um medicamento indicado para o tratamento de homens, a finasterida, é contra indicada para mulheres grávidas.

 

Um tratamento estético que está em alta e possui resultados satisfatórios para vários problemas, inclusive a calvície, é o microagulhamento feito com o aparelho DermaRoller. No procedimento são feitas várias microperfurações na pele, o que faz com que haja uma superestimulação da produção de colágeno e da renovação celular.

 

Além disso, no tratamento para a calvície são aplicados dermocosméticos específicos para o problema que são muito melhor absorvidos pela pele graças a esses micro furinhos. Saiba tudo sobre o microagulhamento com este post.

 

Onde comprar os medicamentos?

 

Atualmente, diversas farmácias de manipulação podem resolver este problema. No entanto, é preciso saber escolher a correta para evitar problemas maiores. Uma das possibilidades é comprar um produto manipulado pela internet e poder comparar os preços com mais facilidade. Se for físico, você terá que ligar para diversas farmácias de manipulação, uma a uma, anotar todos os preços e depois escolher a mais em conta. Porém, ao comprar pela internet é mais fácil, mas você vai se deparar com um problema: nem todas disponibilizam o preço do produto ou respondem rápido ao pedido de orçamento.

 

O nosso aplicativo resolve este problema. Cotamos com diversas farmácias de manipulação confiáveis e de muita credibilidade para você. Assim, em poucos minutos você sabe o valor do seu produto manipulado, em qual farmácia de manipulação ele está sendo vendido e compra direto pelo aplicativo. É muito mais facilidade na hora de fazer seus orçamentos online com as farmácias de manipulação. Se você gostou, clique aqui e experimente.


Leticia Saifert Picoli
03/04/2019
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.

Outros Artigos

Foto de Letrozol: o que é, para que serve, quais os benefícios
Letrozol: o que é, para que serve, quais os benefícios

Medicamento hormonal, o letrozol ajuda no combate ao câncer de mama. O crescimento da doença é estimulado pelos hormônios...

Foto de Quais os benefícios do Citrimax?
Quais os benefícios do Citrimax?

Um grande aliado para pessoas que buscam emagrecer, o Citrimax tem ganhado cada vez mais destaque no mercado. Ele é feito através da ...

Foto de Estanozolol: benefícios, como tomar, contraindicações
Estanozolol: benefícios, como tomar, contraindicações

Durante o período mais intenso das dietas dos atletas de academia, ocorre o efeito anticatabólico, ou seja, a perda de músculo...