Acetil L-Carnitina HCI

HOME < Princípios ativos de A a Z

Derivado natural da carnitina (componente normal do SNC e outros tecidos orgânicos), a qual é atribuída uma atividade neurotrófica em indivíduos com ... Continuar lendo

Categoria Neurotrófico

Administração
Uso Oral
Controlado
-
Indicação
Derivado natural da carnitina (componente normal do SNC e outros tecidos orgânicos), a qual é atribuída uma atividade neurotrófica em indivíduos com involução cerebral. A Acetilcarnitina (alfa-trimetil-betabutironetaína) é gerada no nível mitocondrial pela acetilação da carnitina, processo mediado pela enzima acetiltransferase.
Sua aplicações consistem em:
Envelhecimento cerebral, distúrbios cognitivos (atenção, memória, concentração), processos involutivos cerebrais e Mal de Alzheimer.
Posologia
A posologia usual varia de 0,5 a 1,5g ao dia, divididas em 2 a 3 tomadas, de acordo com as indicações:
- Depressão - 1 cápsulas de 500mg 2 vezes ao dia;
- Mal de Alzheimer - 1 cápsula de 500mg 3 vezes ao dia;
- Mente senil - 1 cápsula de 500mg 2 vezes ao dia;
- Medicina esportiva - 1g ao dia, dividida em duas tomadas de 500mg, às refeições.
Restrições
Uso adulto
Interações Medicamentosas
-
Reações Adversas
Excitação leve e ocasional, que remite a redução da dose.
Contraindicação
Contraindicado em gravidez e lactação.
Tipo de Receita
-
Sugestão de fórmula manipulada
Pastilhas / Cápsulas

Bibliografia
Observações
Foto de Leticia Saifert Picoli
Leticia Saifert Picoli
CRF: 21337
Farmacêutica, e Mestranda em Ciências Farmacêuticas - CRF/PR: 21337. Atuou como consultora na Manipulaê para monitorar e revisar a criação de conteúdo técnico. Farmacêutica Industrial, especialista em Farmacologia Clínica, MBA em Gestão Estratégia Farmacêutica pela FIA. Atuante nas áreas de Gestão de Produto, Marketing Institucional e Novos Negócios.